domingo, 3 de julho de 2011

Aposte na sua Marca!

Marca significa a combinação de nome, símbolo e design que serve para identificar uma empresa, um produto ou um serviço. Essa é a definição acadêmica do termo. Mais do que isso, porém, a marca traduz a personalidade do empreendimento e o conceito de qualidade a ser transmitido ao cliente. É o conjunto de palavras e desenhos que remetem à sensação proporcionada por um produto ou serviço. A marca corresponde, ainda, ao que há de mais único e original em um negócio. Pode ser considerada como a digital de uma empresa, aquilo que a distingue de todas as outras. Além disso, a marca exalta a maneira afetiva com a qual o cliente se relaciona com o produto ou serviço. É ela, muitas vezes, que atrai e fideliza consumidores. A marca é uma das ferramentas de marketing preferidas pelos empresários inovadores.
O empreendedor Ná Figueiredo aproveitou-se da fama do seu nome para construir uma marca de sucesso. O empresário foi o personagem principal do programa de rádio de hoje da Rede de Conhecimento Faça Diferente, criada pelo Sebrae para disseminar a cultura da inovação. Você ouviu que a loja do empresário passou de uma simples banca a um ambiente moderno, que vende camisetas, discos, livros, entre outros produtos. Tudo isso começou quando ele ainda era artesão e procurava um nome para o empreendimento. Muitos dos clientes conheciam o negócio como “a banca do Ná”, ou a “camiseta do Ná”. O nome pegou e a marca surgiu naturalmente.
Dicas para criar uma marca
A primeira atitude que você, empresário, deve ter antes de criar a marca é delimitar e conhecer bem o seu público-alvo. Idade, sexo, classe social, gostos, hábitos, comportamentos. Essas são informações valiosas que servirão de alicerce para a criação do nome que identificará seu produto. A partir dessa pesquisa, é possível definir a imagem que sua empresa pretende transparecer aos consumidores. Informe-se, também, sobre as marcas dos concorrentes. Assinale os erros e acertos das empresas com mesmo objetivo da sua. A partir da análise da experiência da concorrência, é possível garantir que falhas alheias não ocorram no seu negócio e que os acertos dos outros sejam ainda mais certeiros no seu empreendimento.
Lembre-se de que seu negócio não vende apenas uma mercadoria, mas um estilo de vida, um conceito, um atributo, um status. Isso ocorre porque o cliente não está interessado somente no artigo exposto na prateleira, como também na marca que o identifica. O consumidor que não possui conhecimentos específicos sobre a qualidade do produto que compra é atraído pela marca e beleza do objeto de desejo. Esse caso é muito recorrente e transforma as empresas de nome forte em líderes de mercado. O adolescente, por exemplo, prefere os óculos escuros adquiridos pelos colegas, mesmo sem testar as lentes dos fabricantes concorrentes. Já a mulher sofisticada opta por uma certa grife de roupa, mesmo que a resistência do tecido seja similar àquela oferecida por uma loja de departamento.
Fonte: SEBRAE

4 comentários:

O que se vende é composto pelo produto/ serviço e junto a ele a imagem que se tem. A marca é essa visão!

A marca é aonde todos os clientes pensam numa empresa, as vezes os clientes não compram pelo preço e pelo gosto e sim pela marca, um desses exemplo claro é a coca-cola.

A marca envolve diversos aspectos, é muito mais do que parece visível aos nossos olhos.

Uma boa marca para alcançar seu público alvo requer uma pesquisa e um estudo profundo, que vai trazer exatamente o público alvo.

A marca é muito importante para a empresa, por isso ela deve ser planejada e bem estruturada afim de impactar seu público alvo e ter força no mercado competitivo!