segunda-feira, 25 de julho de 2011

Produtos abandonados em sua loja?

É notável a crescente demanda por produtos de tecnologia, o que faz com que a demanda por profissionais e empresas que consertem estes produtos também cresçam. Fato que pode se confirmar pela crescente quantidade de empresas e reparo (conserto, manutenção e afins) de aparelhos e dispositivos eletrônicos, eletrodomésticos, celulares, etc.

            Um problema comum que estes profissionais enfrentam é o abandono destas mercadorias por parte do consumidor, há relatos, inclusive, de casos em que o problema é tão grave ao ponto de faltar espaço ao empresário para armazenar os produtos esquecidos.

            A solução mais viável para resolver este problema é a venda ou a doação destes bens, desde que sejam adotados os seguintes cuidados:      


1)      É essencial o consumidor seja informado da possibilidade de perder o produto caso o abandone na loja antes de contratar o serviço de manutenção, reparo, etc.;
2)      É preciso que o consumidor saiba até que dia tem para buscar o produto – e ainda assim, que lhe seja dado um período detolerância;
3)      Não basta que o consumidor saiba dessa possibilidade, ele deveconcordar com isso.
4)      O consumidor deve ser avisado que o bem está pronto e a sua disposição para retirada, até o dia determinado, pelo menos uma vez.


Além disto, ressaltamos que todo serviço (seja neste setor ou em qualquer outro) só deve ser prestado com orçamento prévio e com concordância do consumidor, caso contrário, este poderá recusar-se ao pagamento e causar transtornos à empresa.

Para tanto, surge com cada vez mais força a Ordem de Serviço, local ideal, inclusive, para informar ao consumidor além do preço, o serviçoprazo; as informações a cima, como por exemplo a perda da mercadoria,com uma cláusula de aceite ao final. Além disso, é aconselhável que conste na Ordem de Serviços os dados pessoais do consumidor, como endereço, telefones para contato, e-mail, etc.

            É importante ressaltar, por fim, que informações como perda de mercadoria e outras de gravidade semelhante sejam também afixadas no interior na loja por meio de cartazes ou afins.

            Procuramos informar, de maneira geral, quais são os mecanismos básicos que o empresário deve adotar para que possa se desfazer de produtos abandonados em sua loja, entretanto, como no direito cada caso é um caso, é aconselhável que se procure um profissional com experiência no mercado, haja visto que fatores como o tipo de bem em questão e o seu valor são essenciais para a possibilidade ou não de tal solução.

Outra saída inteligente para este caso é estipular multa diária para a mora do consumidor, com o passar do tempo, a multa ficará maior que o valor do bem, e só então o bem poderá ser vendido ou doado, desde que seguidas as mesmas formalidade já descritas.

Ainda assim, seja qual for a opção escolhida, acrescentamos que não há no direito respostas matemáticas e que se acionada judicialmente a empresa deverá se defender de forma adequada, assim, nossas orientações visam minimizar as chances de problema e munir a empresa de toda documentação necessária para não ser condenadas a multas e indenizações depois, entretanto, tudo depende de uma assessoria qualificada.



Sergio N. Fernandes Jr.
perfectcont@gmail.com

6 comentários:

Esses métodos são realmente muito validos para que o numero de incidentes como esse venham a diminuir.

Tais ações auxiliam muito para reduzir o volume alto de produtos esquecido, mas deve se manter um contato maior com os clientes lembrando ou via emails ou telefone do seu produto

Tenho preferência pela opção de multa diária após o prazo máximo para retirar o produto.

Realmente esse problema existe, lembro de quando meu pai tinha uma loja de manutenção de celulares e o armário onde se guardava os aparelhos dos clientes ficava cada vez mais volumosos justamente pelo fato de os donos não irem pegá-los de volta.

A difusão e o barateamento da tecnologia permitem as pessoas optarem a comprarem outros produtos para substituir os danificados, ao invés de consertá-los.

Também acredito que a multa diária seja a melhor forma para retirar o produto, do mesmo jeito que tem que existir a multa para a demora de entrega, fazendo com que os dois lados cumpram com o prazo.

A multa diária é uma alternativa eficaz, mas a longo prazo a solução desse problema poderia ser dada pelo aumento da garantia desses aparelhos, já que eles vêm dando cada vez mais defeito!

Noto que mais um problema pode ser resolvido total ou parcialmente através da informação entre cliente e empresa.