segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A união faz uma ideia


Paul e Peggy estão apresentando a sua ideia para o diretor de criação. Na verdade, a ideia é do Paul, que organiza o escritório para encenar melhor a sua ideia de um comercial de TV. Ao final, o diretor de criação faz alguns ajustes e Peggy complementa com outras sugestões que são prontamente aceitas por ele. Paul e Peggy saem da sala, Paul furioso reclama por ela sempre se meter nas suas ideias e que isso era sim uma competição para ele.

Essa é uma cena da série Mad Men e mostra bem o que acontece em algumas empresas. Profissionais que deveriam se aliar, se confrontam em busca da ideia perfeita — e de todo crédito. Vale ressaltar, que a série se passa na década de 60, e se isso algum dia foi tolerável, foi muito tempo atrás.

Quando o assunto é inovação e criatividade, não existe lógica. O todo geralmente resulta em algo muito maior que a soma das partes. Steve Johnson tem uma teoria de que as melhores ideias nascem da união de pequenas ideias (clique aqui para ver o vídeo dublado). Se você costuma fazer reuniões de brainstorming já deve ter passado por isso, você (acha que) tem uma boa ideia e alguém começa a dar sugestões que lhe fazem ver coisas que não tinha percebido. E, no final, você fica orgulhoso da sua ideia, mas sabe que sozinho ela não teria ficado tão boa.

Um dos TOP10 assuntos meus mais repetitivos é a falta de comunicação interna. As empresas esquecem que seus funcionários também são consumidores, também podem ser fontes de ideias e são uma base gratuita de pesquisa. Fóruns e blogs internos estão entre as minhas ferramentas preferidas de compartilhamento de ideias e feedbacks. Muito do que eu sei sobre informática, aprendi em fóruns quando era mais jovem. Infelizmente, eles caíram um pouco em desuso com a chegada das redes sociais. Mas ainda são uma das ferramentas mais interessantes disponíveis na web no que diz respeito à troca de conhecimento.

Estamos na era do coletivo. Todo mundo tem acesso às mesmas informações e, praticamente, às mesmas chances. A diferença está nas cabeças que irão lidar com essas informações. Trabalhar sozinho só irá diminuir as chances de sucesso. Uma ideia não é nada sem ação, e como um mercado tão ágil assim, quem quer que trabalhe sozinho, dificilmente chegará a tempo. Parte do segredo é ter pessoas inteligentes e altamente capacitadas, mas elas também precisam ser capazes de se socializar, liderar e serem lideradas e, sobretudo, acreditar que resultados melhores são construídos quando construídos por várias pessoas. Veja ideias como filhos, você não os educa para você, mas para o mundo.

4 comentários:

Como sempre se ouve a união faz a força.

A comunicação é um ferramenta imprescindível para o alcance das metas de uma organização.

Canalizar as informações é extremamente prejudicial ao desenvolvimento de uma tarefa.

Como o texto mesmo fala, estamos na era do coletivo, pensar coletivamente, querer que pessoas curtam o que você está lendo, querer que pessoas se interessem pelo que você está estudando.

Varias cabeças pensam melhor do que uma, saber ouvir o que os outros tem a dizer também é uma característica importantíssima de um líder.

Não gostei muito do quadrinho, acredito que a união faz a força e a democracia também , temos que ouvir a opnião de todos para que com todas as idéias boas juntas podemos formar uma maior e melhor do que a de um líder individual.

Uma trecho de um texto que lembro ao pensar em trabalho em equipe:
" Solidários, somos gente;
solitários, somos peças.
De mãos dadas somos força ;
desunidos, impotência.